Os 7 melhores hábitos para fortalecer a mente

fortalecer a mente

Ter saúde, estar em boa forma física, ter uma aparência saudável. Três aspetos que têm um ponto em comum: têm como origem o fortalecimento da mente. Damos-lhe a conhecer alguns hábitos para fortalecer a mente, que deve incluir na rotina diária.

“Mente sã em corpo são.” Um dizer popular que não podia estar mais correto.A busca pelo bem estar, tanto físico, como espiritual, passa por hábitos que fortalecem a mente. Para estarmos bem, para cultivarmos bons hábitos, para recuperar a nossa auto-estima, há que trabalhar nos nossos pensamentos. Fique com as nossas sugestões dos 7 melhores hábitos para fortalecer a mente.

 

7 hábitos para fortalecer a mente

1. Praticar tai chi, yoga e exercício físico

Já não é novidade que o exercício e as reações físicas que provocam no corpo, tais como a libertação de endorfinas, são altamente benéficas. Sugerimos-lhe que reforce este aspeto com práticas e disciplinas do exercício que ligam o corpo à mente, noutra dimensão.

Por exemplo, tai chi, yoga, pilates. O desenvolvimento físico e psicológico beneficia tremendamente desta ligação espiritual. Tratam-se de exercícios de desenvolvimento pessoal e de auto-descoberta, através da compreensão das dificuldades de cada um durante a realização.

2. Meditar

Meditar pode parecer desafiante. Mas os bons resultados derivam precisamente desse esforço. Manter uma postura correta, estar relaxado, esvaziar a mente, ou não. Todos os parâmetros da meditação vão pôr-nos em contacto com o nosso eu mais profundo.

É uma das maiores perspetivas de autoconhecimento, que tem resultados muito positivos no fortalecimento da mente.

3. Ler

O poder de um bom livro é grande. No sentido de funcionar como um escape, de reforçar conhecimentos de cultura geral e, claro, de fortalecer a mente. Aproveite para completar a sua biblioteca com livros sobre espiritualidade, juntando o útil ao agradável.

4. Praticar um diálogo interno positivo

Uma técnica que requer esforço, mas que a longo prazo pode ser bastante eficaz. Está na se, dar a volta a pensamentos negativos e preconceitos. Relativamente às coisas negativas que costuma pensar sobre si, experimente transformá-las em noções positivas. Realçar qualidades positivas em si mesmo, dar a volta a pensamentos distorcidos.

O diálogo negativo que temos sobre nós próprios é uma das formas mais tóxicas de nos prejudicarmos tremendamente. Aperceba-se desse hábito e faça o possível por mudá-lo. Vai ficar surpreendido com a diferença que pode fazer por si e, por conseguinte, pela forma como comunica com e interpreta as outras pessoas.

5. Procurar atividades de cariz social

Nomeadamente, voluntariado. Contudo, qualquer tipo de grupo em que se possa incluir, com atividades saudáveis e positivas, é uma mais-valia. A solidão e estados de isolação prolongados, afetam o equilíbrio das emoções. Isto pode até ter consequências na saúde física.

Estar envolvido numa atividade, incluído num grupo, a ajudar outras pessoas, ou simplesmente a fazer o que gosta, é uma ajuda preciosa para ser uma pessoa completa, realizada e feliz.

6. Escrever

Crie o hábito de manter um diário ou caderno de pensamentos. Escrever é uma excelente terapia. Ao escrever o que estamos a pensar ou sentir, estamos a dar-lhe corpo. Assim, exteriorizamos o que sentimos, tanto o bom como o mau. Um hábito catártico, que contribui para o bem-estar mental de uma forma significativa.

7. Praticar a gratidão

Todas as noites, antes de dormir, faça uma introspecção e anote três coisas pelas quais está grato, no dia que está a terminar. Faça o esforço de fazer este exercício, mesmo quando a vontade não é muita. Vai novamente estar a reforçar e a exteriorizar o que, de outra forma, não seria tão percetível. Surpreenda-se e fortaleça a sua autoconfiança.

 

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.